CONSELHO ESTADUAL RENOVA ENGENHARIA DE PRODUÇÃO DA EEP COM NOTA MÁXIMA

Atualizado: Jan 6


Nova geração de engenheiros de produção em fase de preparação para o mercado de trabalho

RESULTADO APONTA PARA PROPOSTA PEDAGÓGICA ATUALIZADA, ESTRUTURAS FÍSICAS AMPLAS E MODERNAS, E PROFISSIONAIS QUALIFICADOS


O coordenador do curso de Engenharia de Produção da EEP- Escola de Engenharia de Piracicaba, Prof. André de Lima, comemorou a publicação trazida pelo Diário Oficial do Estado de São Paulo, na edição do último dia 19 de novembro, em que o Conselho Estadual de Educação tornou pública a Portaria CEE-GP 388, aprovando a renovação do curso, sem ressalvas.


“Recebemos a nota máxima na avaliação de renovação de reconhecimento; e isso sem nenhuma ressalva”, destacou o coordenador ao apontar a classificação como uma grande conquista, “principalmente às vésperas de se comemorar o Dia do Engenheiro de Produção, em 17 de dezembro”, considerou.


Segundo ele, independente da nota, é comum ao Conselho apontar orientações e indicações de melhoras das propostas pedagógicas e/ou estruturas físicas, o que não aconteceu com o Curso. “Isso significa que estamos no caminho certo; que nossas propostas são atualizadas e nossas estruturas, amplas e modernas; com profissionais qualificados e alguns dos melhores laboratórios do país”, considerou.


Lima revela que o resultado se baseou nos critérios estabelecidos pelo Conselho Estadual de Educação e que a próxima avaliação acontecerá daqui a cinco anos, quando novas turmas terão se formado.


O coordenador lembra que, devido ao perfil estratégico, que permite ao profissional apresentar soluções em períodos de grande escassez para as organizações, a Engenharia de Produção tem ganhado cada vez mais adepto ao longo de todo o mundo.

“A Engenharia de Produção é tida, hoje, como a profissão do futuro, pois volta-se ao atendimento das demandas de várias áreas dentro de uma organização, atuando junto ao gerenciamento da cadeia de suprimentos, recursos humanos, financeiros e controle produtivo da empresa”, revela.


Isso porque, segundo Lima, trata-se de uma profissão que tem como principal objetivo otimizar os processos e sistemas em todos os setores organizacionais. “Não há nada tão bom que não possa ser melhorado”, considerou ao apontar as boas oportunidades no mercado de trabalho apresentadas pela engenharia de produção.


Publicações: