QUEM SOMOS

A área para a instalação da Fundação foi escolhida por uma comissão nomeada em dezembro de 1967 pelo prefeito municipal através da Portaria 191. O professor Hugo de Almeida Leme foi nomeado primeiro Diretor Executivo da Fundação em 08 de março de 1968, quando foram indicados também os membros do primeiro Conselho de Curadores, presidido pelo professor Ruben de Souza Carvalho.

Na mesma data, o Decreto 694 aprovava e instituía os Estatutos da Fundação e, em 08 de fevereiro de 1969, o Conselho Estadual de Educação autorizava o funcionamento da Escola de Engenharia de Piracicaba, que iniciou suas atividades no mês seguinte com o curso de Engenharia Civil. 

Em 1975, a Fundação ampliou suas instalações, preparando-se para oferecer também  cursos profissionalizantes nas áreas de Telecomunicações, Metalurgia, Mecânica e Edificações e o curso de Engenharia Mecânica que, apesar de instituído em 1979, teria início em 1980.

Três anos depois, 1983, foi criado também o Escritório Técnico de Engenharia e, no ano seguinte, com o Plano Diretor de expansão, o Conselho Estadual de Educação autorizou a incorporação pelo COTIP dos cursos técnicos de Colegial Acadêmico. Em agosto de 2012, a FUMEP implantou o CPG- Centro de Pós-Graduação.

Com o crescimento de suas unidades e a gradual incorporação de novos setores e departamentos, a FUMEP ocupa atualmente mais de 25.000 metros quadrados de área construída, espaço utilizado por suas quatro unidades de ensino cursos de nível superior, cursos de pós-graduação, cursos técnicos e mais de cursos profissionalizantes, além do Ensino Médio. 

A estrutura mantém 42 laboratórios, 11 anfiteatros, salão nobre, ampla biblioteca, quadra esportiva, dois campos de futebol, cantina, restaurante, academia ao ar livre com pista de caminhada e estacionamento com 1.200 vagas. 

Trata-se de uma instituição de forte tradição, comprometida com as transformações sociais, priorizando a qualidade de ensino e a formação de profissionais competentes para atender às necessidades do mercado e prestar serviço à comunidade. 

Para atender a esses preceitos, a FUMEP tem como principais atribuições o estímulo e o aperfeiçoamento do ensino e da pesquisa e a efetivação de convênios com universidades e entidades culturais, científicas e empresariais do setor público ou privado.

Conselho de curadores indicará
novo diretor executivo.
Mauro Rontani
Presidente do Conselho de Curadores

Depois de dois anos à frente da direção executiva da FUMEP- Fundação Municipal de Ensino de Piracicaba, o professor PhD Antônio Carlos Giuliani, 57, pediu exoneração do cargo no último dia 15 de março. 

Alegando motivos pessoais e questões de saúde em família, ele encaminhou o pedido de exoneração ao presidente do Conselho de Curadores da Instituição, Mauro Rontani. Ele assume a função interinamente até que os conselheiros escolham o novo diretor. 

Giuliani foi nomeado em 18 de março de 2019 e assumiu o cargo em 1º de abril em substituição a Antônio Carlos Copatto.

O Conselho de Curadores é o órgão supremo de direção, deliberação, fiscalização e supervisão da FUMEP, sendo constituído por 12 membros: o secretário municipal de Educação, dois conselheiros indicados pelo Sr. Prefeito Municipal, dois conselheiros indicados pela Câmara de Vereadores, um professor indicado pelas Unidades de Ensino da FUMEP, um funcionário pertencente ao quadro da FUMEP e eleito por seus pares, um aluno da FUMEP eleito por seus pares, um representante da Associação dos Engenheiros e Arquitetos indicado pela entidade, um representante do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo / CIESP Unidade Piracicaba, um representante das Universidades com unidades sediadas em Piracicaba e um representante do Sindicato dos Contabilistas de Piracicaba. Entre outras prerrogativas, compete ao Conselho zelar pela fidelidade da FUMEP aos fins para que foi instituída e pelo seu crescente prestígio; escolher o diretor executivo, bem como os diretores e vice-diretores das unidades de ensino, pesquisa e extensão; deliberar sobre orçamento, planos de trabalho, prestação de contas e relatórios de atividades apresentados pela Diretoria Executiva; instituir normas para orientação e administração da FUMEP; reformar o Estatuto; elaborar e alterar o Regimento Interno quando necessário; encaminhar ao Prefeito, à Câmara e ao Ministério Público as deliberações sobre alterações estatutárias; decidir sobre alienação, oneração ou aquisição de bens; criar novas unidades de ensino e deliberar sobre a estrutura funcional-administrativa e de ensino da FUMEP.

© 2019 por T.I. FUMEP

santander.jpg