top of page

PROFESSORES DESTACAM A RELEVÂNCIA DO SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE HIDROGÊNIO

Atualizado: 17 de abr.

 

Professores e diretores da Fumep participaram do Seminário de Hidrogênio

 

Fundamental para o desenvolvimento tecnológico do ecossistema de inovação de Piracicaba. Foi assim que os professores da Fundação Municipal de Ensino de Piracicaba (Fumep) definiram o Seminário Internacional Nosso Futuro com Hidrogênio, realizado pela Prefeitura de Piracicaba e APLA (Arranjo Produtivo do Álcool) nos dias 08 e 09/04 no Teatro Erotides de Campos no Engenho Central com a presença de 650 pessoas.


O prefeito Luciano Almeida durante abertura do seminário o hidrogênio

Para a comunidade acadêmica, ao trazer para o município a discussão sobre novos modelos que possam substituir combustíveis fósseis por energias renováveis, trazendo à pauta o uso e comercialização do hidrogênio, a cidade mais uma vez se destaca no cenário de desenvolvimento de biocombustíveis e bioenergia, numa iniciativa que deve fomentar novos trabalhos de pesquisa, influenciar positivamente no conteúdo ministrado em sala de aula e em grades curriculares e cursos futuros na EEP.


O diretor executivo da Fumep, Renato de Albuquerque Ferreira, lembrou que representantes da fundação participaram ativamente do comitê técnico que trabalhou na montagem do seminário desde o início, por identificar a sua relevância no desenvolvimento de pesquisas na área de biocombustíveis.  “Agora que elaboramos uma parceria com o Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), na geração de produtos, processos e transferência da difusão de tecnologia, podemos incrementar a pesquisa nesta área no campus da Fumep, numa relação que beneficia a nossa instituição e consequentemente toda a Região Metropolitana de Piracicaba (RMP)”,frisou Ferreira.


MATRIZES CURRICULARES - O diretor acadêmico da Escola de Engenharia de Piracicaba (EEP), Marcelo Zambon disse que o seminário foi importante porque está em consonância com a evolução tecnológica, industrial e da sociedade, no contexto da geração e consumo de energia e descarbonização. “Essa discussão nos leva ao aprimoramento de diversos conteúdos programáticos das nossas matrizes curriculares, e abre portas para estudarmos a possibilidade de criar novos cursos”, enfatizou Zambon.


Fernando de Lima Camargo, coordenador do curso de Engenharia Mecânica, destacou que a EEP esteve bem representada pelos seus professores nos dois dias do evento e que o networking feito durante o seminário pode resultar na pesquisa e parceria com várias empresas e indústrias. “O conteúdo ao qual tivemos acesso, principalmente na área de mobilidade, certamente será repassado para os alunos da EEP”, pontuou Camargo.


O Seminário contou com presença de 650 pessoas nos dois dias

“Discutimos aqui em Piracicaba questões energéticas de extrema importância para a ordem mundial. Este fato, além de deixar um legado histórico para a cidade, vai promover uma atualização dos nossos conteúdos em sala de aula e nos motivar para pensarmos na criação projetos alinhados com o futuro energético do país, isso no tocante aos nossos cursos”, confirmou Anderson Rodrigo Rossi, coordenador do curso de Engenharia Mecatrônica.



67 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page