top of page

CIRCUITO OLÍMPICO COTIP 2022

Atualizado: 5 de set. de 2023


O Colégio COTIP/FUMEP criou o Grupo Olímpico de Matemática e Física no ano de 2022.

Esse projeto é destinado a estudantes matriculados no colégio e tem como objetivo desenvolver uma matemática mais avançada, preparando nossas aulas para competições internas e externas (nacionais e locais).


As matrículas estão abertas, e qualquer aluno pode vivenciar uma matemática mais técnica e formal."

PREMIAÇÕES

 

OLIMPÍADA DE MATEMÁTICA: OBMEP (ESCOLAS PÚBLICAS E PARTICULARES)

No dia 23 de agosto de 2023, no prédio do CDC da UNICAMP, os alunos egressos do Colégio COTIP, Kayke Rocha dos Santos e Eduardo de Araújo Quartarolo, foram premiados com a medalha de Bronze nas Olimpíadas de Matemática da OBMEP 2022.


Além disso, o COTIP e seu professor de Matemática, o Mestre Leonardo Henrique Melo de Carvalho, foram premiados devido aos resultados obtidos na OBMEP de 2022."

 

OLIMPÍADA DE MATEMÁTICA: GANGURU

Entrega de Medalhas e Certificados

Depoimentos

“Desde pequeno, sempre gostei de raciocínio lógico e adorava resolver questões que envolviam o âmbito da matemática devido a influência de meu pai, porém este interesse não pôde se desabrochar tanto fora da escola por falta de oportunidades. Mas uma coisa é certa, sempre tive apoio dos professores e a maior oportunidade veio a surgir este ano com o professor Leonardo, no qual disponibilizou aulas semanais focadas na ampliação do conhecimento para competições como as Olimpíadas Canguru. Fico muito feliz que os resultados foram explícitos, na espera de que desperte a inspiração de alguém, e sigo na busca por mais.”

Kayke Rocha dos Santos


“Ao início deste ano escolar fomos apresentados ao prof. Leonardo, um homem que iniciou sua aparição surpreendendo a todos não somente por sua aparência tão jovem em relação aos seus pares, mas também pela sua capacidade organizacional e didática em uma matéria tão abstrata quanto a matemática. Em seu primeiro dia de aula apresentou-nos uma detalhada planilha com a programação completa de aulas de ambos os semestres, calculando os

atrasos por feriados que haveriam ao longo do ano, fazendo-se assim o único a permitir um panorama geral do que estudaríamos e assim otimizar nossa preparação para os vestibulares. Não demorou muito até que mostrasse sua face como uma pessoa que carrega paixão e dedicação por seu saber e sua função, incentivando-nos sempre a aprender e praticar mais do que os conteúdos presentes no material padrão e em sala de aula, como o próprio convite à participação nas olimpíadas de conhecimento matemático, em que fomos convidados a competir com outras escolas de todo o país. Apesar de não ser uma iniciativa incomum e eu mesmo já ter sido convidado para participar dela em outros colégios, houve algo oferecido pelo COTIP que me convenceu a participar apesar de minhas inseguranças: as aulas de preparação, que muito mais do que instruir sobre os procedimentos de cada prova, apresentaram técnicas pontuais de lógica que me auxiliaram na realização de questões estratégicas das Olimpíadas Canguru e, portanto, na minha colocação como segundo lugar. Para mim, esta experiência proporcionou muito mais do que a alegria de ter recebido uma medalha. Através de um desafio internacionalmente reconhecido, ela me deu confiança em uma área da minha vida da qual sempre duvidei das minhas habilidades, assim permitindo que eu me enxergue de uma nova forma e expanda meus horizontes para oportunidades que antes não teria a ousadia.”

Eduardo de Araújo Quartarolo


“ As aulas de matemática preparatórias para as olimpíadas me ajudaram muito com novos conceitos que eu não aprendi nem no Ensino Fundamental e nem no Ensino Médio, além de despertar mais a minha vontade de fazer engenharia e meu amor pela matemática. Falando sobre o COTIP, eu posso dizer que foi um lugar onde eu conheci pessoas muito especiais e tive a oportunidade de fazer muitas amizades. Queria dizer também que já estou morrendo de saudades por ter que deixar o colégio na metade do ano por conta do meu intercâmbio nos Estados Unidos, mas vou levar comigo todas as lembranças boas que tenho desse lugar. Com relação ao Curso Técnico de Mecatrônica, posso dizer que minha visão sobre muitas coisas mudaram, além de ter me proporcionado junto com a prática

esportiva, de conseguir uma bolsa no exterior. Todos esses requisitos me fizeram ser escolhido rapidamente por uma ótima família e uma nova escola a qual tenho certeza de que serei bem acolhido.”

Cauê Guilherme Bortoleto Rissato




251 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Opmerkingen


bottom of page